Quarta-feira, 26 Janeiro 2022
Home > Notícias > Ativar a Cidadania

Ativar a Cidadania

Os cidadãos são desde há muito o pilar de democracias ativas, dinâmicas e inclusivas. Conscientes da importância destes na condução de um mundo mais justo e equitativo as agendas locais, nacionais e internacionais irão incidir sobre o papel dos seus cidadãos na economia, sociedade, política e ambiente. 2013, proposto pela Comissão Europeia como Ano Europeu dos Cidadãos, vai refletir necessariamente o papel destes como forças vivas da comunidade glocal.
Num mundo interdependente as barreiras local-nacional-internacional não refletem uma sociedade empenhada em assegurar o sucesso das 3 dimensões do Desenvolvimento Sustentável a um nível global. Interagindo de dentro para fora, os cidadãos vão confiar aos seus Municípios um papel ativo na promoção dos seus interesses, na promoção do interesse das gerações futuras. Os cidadãos vão querer aprofundar os seus direitos e deveres e participar na vida democrática local, nacional e internacional.
Ao nível da UE esta participação pode ser enriquecida com o programa “ Europa para os Cidadãos” instituído pela Comissão Europeia, Parlamento Europeu e Conselho da União Europeia procura potenciar o envolvimento de cidadãos e organizações da sociedade civil no processo de integração europeia.
Através de ações, debates e partilha de troca de experiência, boas práticas e valores partilhados, a UE espera contribuir para um reforço da identidade europeia, para um reforço de uma Europa mais democrática, unida e enriquecida pela diversidade cultural. O programa de ação 2013 apresenta-lhe os objetivos e prioridades deste programa rumo a uma maior envolvimento entre atores chave da sociedade civil e instituições públicas locais e europeias.
 

Os cidadãos são desde há muito o pilar de democracias ativas, dinâmicas e inclusivas. Conscientes da importância destes na condução de um mundo mais justo e equitativo as agendas locais, nacionais e internacionais irão incidir sobre o papel dos seus cidadãos na economia, sociedade, política e ambiente. 2013, proposto pela Comissão Europeia como Ano Europeu dos Cidadãos, vai refletir necessariamente o papel destes como forças vivas da comunidade glocal. 

Num mundo interdependente as barreiras local-nacional-internacional não refletem uma sociedade empenhada em assegurar o sucesso das 3 dimensões do Desenvolvimento Sustentável a um nível global. Interagindo de dentro para fora, os cidadãos vão confiar aos seus Municípios um papel ativo na promoção dos seus interesses, na promoção do interesse das gerações futuras. Os cidadãos vão querer aprofundar os seus direitos e deveres e participar na vida democrática local, nacional e internacional. 

Ao nível da UE esta participação pode ser enriquecida com o programa “ Europa para os Cidadãos” instituído pela Comissão Europeia, Parlamento Europeu e Conselho da União Europeia procura potenciar o envolvimento de cidadãos e organizações da sociedade civil no processo de integração europeia.   

Através de ações, debates e partilha de troca de experiência, boas práticas e valores partilhados, a UE espera contribuir para um reforço da identidade europeia, para um reforço de uma Europa mais democrática, unida e enriquecida pela diversidade cultural. O programa de ação 2013 apresenta-lhe os objetivos e prioridades deste programa rumo a uma maior envolvimento entre atores chave da sociedade civil e instituições públicas locais e europeias.

 

http://ec.europa.eu/citizenship/pdf/ec_work_programme_2013_adoption_en.pdf

Voltar

Partilhar nas redes sociais  Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter Partilhar no LinkedIn

Municípios Aderentes

Calendário

Janeiro - 2022

DomSegTerQuaQuiSexSab
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031 

 

Conteúdos IMVF: Mónica Santos Silva :: Ana Teresa Santos :: Ana Isabel Castanheira